Arquivo da tag: Parque Madureira

Parque Madureira: samba, skate e ski

2015mai_RJ_PqMadureira_Francine_Sakata (75)

Pq Madureira abr2014 sidney carvalho (5)Pq Madureira abr2014 sidney carvalho (3)

Ao contrário da zona sul, a zona norte do Rio de Janeiro é muito carente de arborização e de áreas de lazer de forma que o Parque Madureira tem sido um enorme sucesso. O Parque Madureira tem atrações para todas as faixas etárias, inclusive um palco grande o suficiente para acomodar uma bateria inteira, já que Madureira é sede das escolas de samba Portela e Império Serrano.

É um parque linear. Ele ocupa uma faixa de aproximadamente 60 metros de largura, entre uma rua, de um lado, e a ferrovia e rede de transmissão elétrica, de outro. Internamente o parque tem uma rua própria, reta e asfaltada, para ciclistas e corredores, o que livra os demais caminhos do parque deste “trânsito” mais rápido e pesado.  Crianças e caminhantes podem circular sem o risco das trombadas.

Idealizado pela Secretaria Municipal de Obras da Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro e com projeto arquitetônico, urbanístico e paisagístico desenvolvido pelo escritório do arquiteto Ruy Rezende, o parque ocupa uma área de 109 mil m². Apesar de cheio de atrações, é um parque pequeno. Estranhamente foi anunciado pela prefeitura (e isto foi repetido por toda a imprensa e sites) que é “o terceiro maior da cidade, menor que o Parque do Flamengo e a Quinta da Boa Vista”. O Parque do Flamengo é realmente muito maior (1.301.306m²) e a Quinta tem 378.000m². Mas o Bosque da Barra tem 500.000 m², o Parque Lage 522.000m² e por aí vai. Até o Campo de Santana é maior, com 155.200m². A informação festiva sobre Parque Madureira é falsa. Talvez ele seja o terceiro menor. E, mesmo com a expansão do parque de 1,3km para 4,5km que está prevista para ser concluída em 2016, sua posição no ranking não se altera muito.

O que o parque tem em quantidade são as atrações. Há de tudo: quadras poliesportivas, de futebol, pistas de skate, mesas de ping-pong, academia ao ar livre, lanchonetes e jardins. Um destaque é uma cascata d´água com degraus molhados para o banho das crianças e uma faixa de areia para brincar de praia. Com a ampliação estão previstos muro de escalada, escola de jardinagem, mirante e, a grande nova atração, uma pista de esqui, construída à base de polímero umedecido e sistema de irrigação para o deslizamento das pranchas, que serão alugadas.

Não é um parque à inglesa, com caminhos sinuosos em meio às massas de árvores.  É definitivamente um parque contemporâneo, com desenho geométrico e uma sequência de espaços que remete mais aos térreos-clubes dos grandes conjuntos residenciais que aos tradicionais parques românticos. É contemporâneo inclusive no discurso, porque a obra buscou selo de qualidade e foi explicada com ênfase na sustentabilidade.

Provavelmente não seria necessário buscar notoriedade pelo tamanho, pelas novidades ou pela sustentabilidade porque a imensa demanda e o visível prazer que as pessoas têm de frequentá-lo  são o verdadeiro sucesso.

Texto: Francine Sakata

Fotos: Francine Sakata e Sidney Carvalho (aéreas), 2014.

2015mai_RJ_PqMadureira_Francine_Sakata (12) 2015mai_RJ_PqMadureira_Francine_Sakata (14) 2015mai_RJ_PqMadureira_Francine_Sakata (27) 2015mai_RJ_PqMadureira_Francine_Sakata (109) 2015mai_RJ_PqMadureira_Francine_Sakata (84) 2015mai_RJ_PqMadureira_Francine_Sakata (92) 2015mai_RJ_PqMadureira_Francine_Sakata (94)

Referências:

http://www.cidadeolimpica.com.br/expansao-do-parque-madureira-comeca-em-maio/

http://www.rra.com.br/projetos/parque-madureira-rio-20

http://parque-madureira.blogspot.com.br/2012/11/sobre-o-parque_13.html

Anúncios